quarta-feira, maio 25, 2011

Como as pequenas e médias incorporadoras podem captar recursos de investidores nacionais e internacionais?

ADIT INVEST 2011: Mesa Redonda Interativa
adit2
O Daniel Aran Fernández, Delegado Municipal do CRECI/RN em Tibau do Sul e Diretor-Executivo da Sinergy Imóveis participou de uma das Mesas Redondas Interativas no ADIT Invest 2011 com o diretor de investimentos/CIO da ADIT BRASIL André Menezes.
Foram apresentados os fatores necessários para a captação de recursos por parte das pequenas e médias incorporadoras, tendo em vista Investidores de porte Nacional e Internacional.
O diretor da Sinergy Imóveis citou que primeiramente é necessário que se entenda o que os investidores estão buscando. Tal informação é obtida através de uma analise profunda do perfil dos Investidores em questão.
Segundo Daniel, Know how e segurança na formatação da operação que será apresentada são imprescindíveis; Além de um Retorno TIR* superior a 25 / 30 % ano reforçando a proposta. Simulações através de Planos Pilotos à curto prazo são também são importantes pois geram uma interação entre ambos demonstrando a viabilidade da ação. Transparência e fluidez de informação são fundamentais. É primordial que os projetos possuam uma base sólida que poderá ser obtida através de um estudo da viabilidade e sustentabilidade econômica e de mercado da proposta.
Como chegar aos investidores?
Umas das possibilidades é a utilização de intermediários. Esses podem ser a própria: ADIT, agencia de Investimentos assim como outras empresas e/ou instituições com o mesmo caráter e perfil.
A vantagem na utilização de intermediários é que o mesmo cumpre o rol de facilitador por entender ambas as partes. Um bom facilitador deve conhecer os objetivos de ambos assim como suas familiaridades e divergências.
Já participei de diversas negociações nas quais só se chegou a um denominador comum por contar com a presença do mediador. As vezes a negociação pode estar prestes a se desmanchar por pequenos fatores e o agente externo consegue amalgamar as diferenças e conciliar as situações beneficiando os resultados.”
A questão é: Grande parte das pequenas incorporadoras sofre com um certo amadorismo ao lidar com investidores qualificados e não possuem experiência para serem auditadas, além de contarem com a falta de preparo na transmissão de informações num formato acorde.
Em suma: Fundos procuram Bom Histórico, Segurança e Rentabilidade.
* A Taxa Interna de Retorno (TIR), em inglês IRR (Internal Rate of Return), é a taxa necessária para igualar o valor de um investimento (valor presente) com os seus respectivos retornos futuros ou saldos de caixa. Sendo usada em análise de investimentos significa a taxa de retorno de um projeto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário